Nas comunidades
projeto

PROJETO LEVA TEATRO A

COMUNIDADES DE FLORIANÓPOLIS

Coletivo Inclassificáveis ocupa locais não convencionais com o espetáculo “5 Minutos”

 

Acessar um público diferenciado, reconhecendo e incentivando o trabalho cultural nas comunidades. Esses são alguns dos objetivos do Inclassificáveis, coletivo teatral que inicia as apresentações do projeto “5 Minutos nas Comunidades” este mês, em Florianópolis.

Contemplado pelo edital 09 de apoio à cultura 2018 do Fundo Municipal de Cultura, o Coletivo Inclassificáveis consegue finalmente circular por Florianópolis!    

Pelo projeto, cinco comunidades recebem o espetáculo: Morro da Mariquinha, Morro do Céu, Continente (Biblioteca Barreiros Filho), Tapera e Morro do Mocotó. A Casa da Memória e o Teatro da Ubro completam o circuito do projeto, que prevê oito apresentações gratuitas.

A escolha por esses espaços – muitas vezes chamados “não-convencionais” - se deu pela reflexão dos integrantes do Inclassificáveis a respeito da escassez de espaços culturais fora do centro da cidade e em locais de difícil acesso, além do custo dos ingressos para o acesso a peças e espetáculos teatrais.

“Gostaríamos muito que nossa produção artística possa chegar aos chamados “morros” e comunidades da cidade de Florianópolis e dialogar, através do teatro, com esse contexto específico”, conta a diretora e dramaturga Má Carbonari, do coletivo Inclassificáveis.

Com o objetivo de descentralizar o acesso ao bem cultural, a peça será apresentada em espaços onde nunca houve nenhuma intervenção cultural e os habitantes nunca foram ou viram teatro. Como no caso da primeira apresentação, que acontece no dia 06 de maio, na Mercearia da Amanda, no Morro da Mariquinha.

“5 Minutos nas Comunidades” se torna, assim, um incentivador do trabalho cultural nessas comunidades, principalmente por fomentar o trabalho de pessoas chamadas mobilizadores comunitários, escolhidas pelo coletivo para participarem de todo o processo de criação e execução do projeto.

O ator e diretor Leandro Batz, nascido e criado no Morro da Mariquinha, protagoniza o espetáculo, que já foi apresentado em Florianópolis, Porto Alegre, Argentina, Uruguai, Cuba e México. Pela primeira vez Leandro apresenta o trabalho na sua própria comunidade. “Nós acreditamos que os espaços que se disponibilizaram a receber nossa peça possam se tornar pontos de atividades cultuais comunitárias e, com a seqüência dos projetos, locais formadores de agentes e atores culturais comunitários”, diz Leandro.

© 2014 Inclassificáveis  - coletivoinclassificaveis@gmail.com

  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon